Tratamento de água: Entenda as etapas desse processo

nov 11, 2020 | Bomba dosadora, Tratamento de água | 1 Comentário

Quando o assunto é saneamento básico, logo imaginamos o abastecimento de água e o esgoto sanitário. Entretanto, raramente nos perguntamos sobre como, de fato, funciona o tratamento de água para que ela chegue límpida em nossas residências.

Diversos estágios de tratamento são adotados, possibilitando que a água se torne potável e saudável para consumo, já que é de extrema importância para a vida humana.

Por isso, entenda qual é o caminho adotado para o tratamento de água, permitindo que esse elemento chegue às casas com máxima qualidade.

 

Porque o tratamento de água é tão importante?

Apesar do planeta ser formado por cerca de 2/3 de água, apenas 0,008% do total desse recurso é realmente potável. Para piorar a situação, grande parte de nossas fontes, como rios, mares e lagos, está sendo contaminada pela ação do homem.

Por essa razão, economizar água deve ser uma questão prioritária, que depende de todos nós. Mas tratá-la é tão importante quanto, já que, uma vez ingerida sem o devido tratamento, corremos o risco de ser acometidos por diversas doenças.

Assim, os devidos tratamentos de água e esgoto representam ações fundamentais para a qualidade de vida da população.

Nas cidades que contam com rede de abastecimento adequada, a água é captada nos mananciais e submetida a diversos procedimentos de filtragem e desinfecção, para só então ser distribuída, como veremos a seguir.

Etapas relacionadas ao tratamento da água

Antes que seja oferecida à população, a água é submetida a uma série de tratamentos apropriados, que vão reduzir a concentração de poluentes até que não apresentem mais riscos à saúde.

Assim, as seguintes etapas são adotadas durante o tratamento de água:

1. Captação

A primeira etapa do tratamento de água é a captação deste elemento para consumo. Ela costuma ser retirada de mananciais e reservatórios hídricos. Nesse ponto, a água passa por um sistema de gradeamento, que impede a entrada de elementos sólidos para a estação de tratamento, como folhas, galhos e troncos.

Após isso, a água segue para a desarenação, onde ocorre a remoção de areia por sedimentação, melhorando o processo de pré-tratamento. Por fim, ela é bombeada para a estação de tratamento (ETA).

2. Adução

Nesta etapa há o transporte de água ao tratamento ou da água tratada ao sistema de distribuição. Este processo é normalmente realizado por meio de bombas que levam a água captada até a ETA.

3. Coagulação

Na água a ser tratada existem impurezas, cujas partículas são pequenas e não se sedimentam sob a ação da gravidade.

Para resolver este desafio, é preciso acrescentar coagulantes químicos na água. Aqui no Brasil, o coagulante comumente utilizado é o sulfato de alumínio (Al2(SO4)3).

Ele favorece a união das partículas e impurezas, facilitando a remoção via decantação. Esses coagulantes são insolúveis em água e geram íons positivos (cátions) que atraem as impurezas carregadas negativamente.

4. Floculação

Nessa etapa de tratamento de água, o líquido será agitado fortemente por um agitador mecânico por cerca de 30 segundos, com a finalidade de aumentar a dispersão do coagulante.

Em seguida o sistema é agitado lentamente, permitindo o contato entre as partículas.

5. Decantação

O processo de decantação é, basicamente, o ato de separar, por gravidade, os sólidos sedimentáveis que estão contidos na solução líquida. Os sólidos sedimentam no fundo do decantador, sendo removidos como lodo, enquanto o efluente passa pelo vertedouro.

6. Filtragem

Após ser decantada, a água é então encaminhada às unidades filtrantes, onde ocorre o processo de filtração, que consiste em passar a água através de filtros formados por diversas camadas, como areia grossa, areia fina, cascalho, pedregulho e carvão.

Essas camadas são capazes de reter os flocos que passam sem decantar ou outras impurezas.

7. Desinfecção

Na desinfecção é o momento em que a bomba dosadora faz a adição de cloro antes que a água saia da estação de tratamento. Esse processo garante que a água fornecida chegue isenta de bactérias e vírus até a casa dos consumidores. Nessa etapa ainda há o controle do PH.

8. Reservação

Ao final do processo, a água será armazenada em reservatórios, com duas finalidades:

  • Manter a regularidade do abastecimento; 
  • Atender às demandas excessivas, como as que ocorrem nos períodos de calor intenso ou quando, durante o dia, usa-se muita água ao mesmo tempo.

Por fim, vale ressaltar que cada cidadão tem o dever de contribuir com o consumo sustentável deste bem, permitindo que a oferta de água tratada esteja disponível para todos.

Acesse o blog da Exatta Bombas e fique sempre bem informado sobre os temas de seu interesse.

Avalie este conteúdo

1 Comentário

  1. Gleydson Rodrigues

    Muito Bacana!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.