Confira como fazer a desinfecção com cloro

jun 24, 2022 | Bomba dosadora, Cloro, Dosador de cloro | 0 Comentários

A água é o elemento mais importante para a vida. Exatamente por isso, o Ministério da Saúde estabelece a obrigatoriedade da manutenção da qualidade da água, tendo na desinfecção com cloro um processo de grande importância.

Seja para consumo residencial ou industrial, o cloro é o elemento principal na promoção da desinfecção da água, garantindo sua qualidade e a saúde da população.

Mas você sabe como fazer a desinfecção com cloro a ponto de eliminar microrganismos e garantir a qualidade da água? Confira nosso artigo de hoje e entenda como funciona este processo.

 

Funções do cloro no tratamento da água

Os processos de desinfecção têm como principal objetivo a destruição ou inativação de organismos patogênicos, capazes de produzir doenças, ou de outros organismos indesejáveis.

Ainda que nas demais etapas do tratamento haja redução do número de micro-organismos presentes na água, a desinfecção é a operação unitária obrigatória, pois somente ela inativa qualquer tipo existente e previne o crescimento microbiológico nas redes de distribuição.

O processo de desinfecção mais aplicado nos sistemas de abastecimento de água, em todo o mundo, é o que emprega o cloro ou produtos à base de cloro como agentes desinfetantes.

O cloro está facilmente disponível nas formas sólidas (hipoclorito de cálcio), líquida (hipoclorito de sódio) e gasosa (cloro gasoso – Cl2). A garantia de seu êxito é a fácil acessibilidade em quase todos os países, o seu custo também é razoável, além da alta capacidade oxidante da matéria orgânica e inorgânica. 

As vantagens da utilização do cloro se dá pela sua ação germicida de amplo espectro e boa persistência nos sistemas de distribuição, pois apresenta propriedade residual e pode ser medido facilmente e monitorado nas redes de distribuição depois que a água foi tratada e distribuída aos consumidores.

 

Como fazer a desinfecção com cloro?

O processo de desinfecção com cloro se dá através da adição deste elemento na água. Com isso, o cloro irá anular toda a atividade dos patógenos presentes na água, deixando-a apta para o consumo.

Na reação do produto que contém cloro com a água, existe a formação do ácido hipocloroso (HOCl) que é o agente desinfetante. Esse ácido formado, dependendo do pH da água, se dissocia, gerando assim o íon hipoclorito (OCl–). 

Em pH ácido, tem  maior formação de ácido hipocloroso e em pH alcalino acima de 7,5 possui maior formação de íon hipoclorito. O cloro presente na água na forma de ácido hipocloroso e de íon hipoclorito é denominado cloro residual livre.

O ácido hipocloroso (HOCl), formado na reação do cloro com a água, é um desinfetante mais potente do que o íon hipoclorito (OCl–), sob as mesmas condições de tempo de contato e dosagem. Dessa forma, é recomendado que a desinfecção com cloro livre seja realizada em valores de pH mais baixos, preferencialmente menores que 7.

Algumas águas possuem compostos amoniacais. Esses compostos reagem com o cloro formando as cloraminas (monocloraminas, dicloraminas e tricloreto de nitrogênio). O teor de cloro na forma de cloraminas é denominado cloro residual combinado. O poder desinfetante desses produtos é menor que o do ácido hipocloroso.

Nesse processo da desinfecção com cloro é adicionado partes pré-determinadas de cloro de no mínimo 0,2 ppm para a distribuição de água.

 

A dosagem exata de cloro é essencial durante a desinfecção

No processo de desinfecção com cloro, priorizar o controle da dosagem deste elemento adquire grande importância, já que essa é uma das etapas mais significativas para garantir a qualidade da água.

Como já falamos anteriormente, o cloro é um produto altamente reativo na água, sendo um forte oxidante. Ou seja, quando adicionado na água, o cloro rapidamente reage com inúmeras substâncias orgânicas e inorgânicas, diminuindo sua ação residual.

Por isso, o uso de uma bomba dosadora adquire fundamental importância durante o processo de desinfecção com cloro.

Quando instalada nas linhas de produção das estações de tratamento, a bomba dosadora realiza a dosagem do cloro com o máximo de eficiência, de acordo com a necessidade. 

Sendo assim, as bombas dosadoras de cloro são muito seguras, leves e eficientes. Apresentam ainda excelente resistência e vida longa útil, também dispensam mão-de-obra, gerando economia durante o tratamento.

Ou seja, com a bomba dosadora é possível automatizar o controle e dosagem de cloro nos sistemas de tratamento de água permitindo a desinfecção com cloro e consequente segurança no consumo de água potável.

Acesse o site da Exatta Bombas e conheça nossa linha de produtos responsáveis por elevar eficiência ao tratamento de água.

Baixe nosso catálogo e fique por dentro de todos os modelos de bombas dosadoras disponívels que a Exatta Bombas oferece! | Receber Material | Exatta Bombas

Avalie este conteúdo

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.